domingo, março 07, 2010

Teias do dia


Tinha algo errado... Ela se sentia bem melhor naquele local do que nos ares da rua... Andava realmente ressabiada! Gente matando por banalidades, ferindo, chegando ao extremo por pouco. O comportamento era de medo... Medo por qualquer coisa e essas coisas que invadiam, e questionavam o nosso prazo de validade. Lá dentro, ela sabia que não existia maldade e sim a doença que levava as pessoas a atos insanos, todavia, não mais insanos do que as atitudes que encontrava no homem que fere o homem, homem que desmoraliza o homem e homem que engole o homem pelo prazer de cultivar futura e próxima solidão.


By Casti

3 comentários:

Tamiiih_ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tamiiih_ disse...

Gostei do seu texto. A forma como aborda e encaixa as palavras faz qualquer pessoa que ler viajar na ideia e pensar muito quanto ao sentido do texto.

Parabéns! ;D

by

http://paredesvazadas.blogspot.com/

Anônimo disse...

Tamiiih, passando, lendo e deixando fios.

bj

Casti