segunda-feira, outubro 16, 2006

Fios aloprados












EDUCAÇÃO SEXUAL
[ in Poeta que o pariu, de Rafael Maia (RJ) ]

- Mamãe, o que é boceta?
- Que horror, meu filho! Quem te ensinou a falar isso?
- O papai que falou. Ontem, conversando com o tio Pedro, ele disse que a Maria Cláudia do 302 deu a boceta pra ele. Será que ele guardou aqui na sala?
- Claro que não, meu filho! Isso não se guarda na sala... E é verdade que seu pai falou isso?
- É sim! E como ele tava rindo, achei que fosse alguma coisa legal. Mamãe, posso ganhar uma boceta no dia das crianças?
- NÃO, NÃO pode! E o seu pai é um cachorro, um safado, um canalha... Ai dele quando chegar em casa...
- Não briga com ele, mamãe. Vai ver ele pegou a boceta da Maria Cláudia pra dar pra você...
- Ai, menino! Que idéia! Isso não se dá. Não assim. E eu não preciso de mais uma...
- Por que, mamãe? Você tem uma boceta?
- Tenho, claro. Toda mulher tem...
- Ah! É coisa de mulher então. Mas por que a Maria Cláudia deu a dela pro papai?
- Isso eu também quero saber, meu filho, e como quero!
- Você já deu a sua boceta pro papai, mamãe?
- Já, já dei. Muitas vezes. Você é a prova disso...
- Por quê?
- Ai, meu Deus! Porque você saiu dela!!!
- Da sua boceta?
- É!!!
- Então é uma coisa grande...
- Mais ou menos. Mas você passou por ela quando era bebê. Todos os bebês passam...
- Mas não são as mulheres que têm os bebês?
- São sim, filho! Por quê?
- Porque se a Maria Cláudia deu a boceta dela pro papai, ela não vai poder ter bebês...
- Engano seu, menino. Agora é que ela pode ter mesmo...
- Não entendi...
- Olha, eu vou tentar explicar! Vocês, meninos, homens, têm uma coisa que nós não temos. Ou temos, só que é diferente. E essa coisa... Ah! A campainha! Vou abrir...
- Papai!
- Oi, filhão! Oi, amor! Aline, por que essa cara? Aline? Aline, volta aqui!!!
- Ih, pai! Acho que ela não gostou de você não ter contado pra ela que ganhou a boceta da Maria Cláudia.
- Co...co...como assim, menino? Que história é essa?
- Ah, pai, você sabe. Eu ouvi você e o tio Pedro conversando ontem à noite e contei tudo pra ela...
- RICARDO ALVARENGA JR.! EU JÁ NÃO TE FALEI QUE FAZER FOFOCA É MUITO FEIO. Isso é coisa de mulher...
- Ah, papai... Boceta também é coisa de mulher. E você tem uma...
- Ai, ai, ai, menino! Não me responda... Bom, depois nós conversamos. Agora vou ter que falar com a sua mãe.
- Papai, só me diz uma coisa...
- O que, Ricardo?
- Algum dia uma menina vai me dar uma boceta?
- Vai, vai sim.
- E eu vou gostar?
- Bom, assim eu espero...
- E eu vou poder contar pra alguém como você contou pro tio Pedro?
- Vai, Ricardo! Só não vai poder contar pra sua mulher e pros seus filhos, senão vai dar confusão.
- Tá bom, papai. Vou me lembrar disso. Papai? Papai? PAPAI? Volta aqui, você ainda não me falou o que é uma... Ah, desisto! Que gente mais complicada. Vivem dando e recebendo um negócio que eles nem sabem explicar o que é... Também não quero mais saber. Vou assistir televisão. Quero ver o Gugu pra saber quem é a nova loira do Tchan. Vai ver assim eu esqueço essa história de boceta...

2 comentários:

- Lui - disse...

Casti, querida, uma belíssima semana para você, apesar da garoa e do friozinho. Espero que hoje já queira tudo de novo (teias do dia, fios simétricos e assimétricos, fotografia em preto e branco e colorida, fios, fios fios e mais fios). Você ouviu dizer que hoje há uma energia toda especial no Cosmos? Sei lá se eu acredito nessas coisas, mas não custa nada, né? Então, vamos que vamos!!

teiadepalavras disse...

Luiii bom dia!!!!! Ouvi sim, alguém comentou comigo ontém, então vamos mentalizaar!!

Bjkas

Casti